lista do que fazer antes da viagem

coisas que nos esquecemos de fazer antes de viajar… e que precisariam ser feitas

Listamos algumas dicas de tarefas de última hora que não devem ser esquecidas para quem vai viajar. Depois de tudo que nos lembramos de fazer para preparar uma viagem, tem algumas coisinhas que podemos fazer para nos poupar trabalho e até alguma grana. Vamos a elas:

Da sua rotina:

– suspender entrega de jornais e revistas. Você não vai ler o jornal enquanto viaja. Suspenda a entrega do jornal e ganhe alguns dias a mais no prazo de validade de sua assinatura. Se sua viagem for para uma cidade no Estado do Rio, você pode pedir a transferência da assinatura. Por exemplo, continue recebendo seu O Globo na casa que alugou em Búzios para passar o verão…

– trancar a academia de ginástica e outros serviços que você paga por mês. Devem ser negociados pagamentos de serviços tais como diaristas, personal trainers, professor de tênis etc.

– ao sair de casa, desligar aparelhos eletrônicos da tomada. Essa é uma preocupação dos mais cautelosos. Alguns aparelhos, se desligados, ficam mais protegidos dos apagões.

– pagamentos na ausência. Esta é óbvia. Não se esqueça de pagar antes ou programar os pagamentos que acontecerão no período de sua ausência.

– deixar a chave da casa com alguém de confiança para, por exemplo, se houver uma infiltração, o síndico poder entrar no seu imóvel com o bombeiro

– outras coisas que merecem atenção na sua ausência: Quem vai cuidar do cachorro? Se você esquece seu cão sozinho em casa, é melhor doá-lo a alguém que goste dele. Quem vai regar as plantas? Seu carro vai ficar parado muito tempo? É bom ter alguém que vai ligá-lo para não deixar a bateria ir embora.

Da viagem:

– avisar a operadora do cartão de crédito que estará viajando. Os cartões internacionais pedem para você avisá-los para que país viaja e durante qual período. Isso facilita o controle de roubos e uso indevido do seu cartão. Verifique também se seu limite de crédito está adequado às despesas que você pretende fazer lá fora.

– seguro de viagem. Se você vai para a Europa, não se esqueça de providenciar o seguro obrigatório exigido pelo tratado de Schengen. Deve ter uma cobertura de até 30.000 euros. Os cartões de crédito oferecem de graça, se você estiver comprando a passagem usando seu cartão. Cartões também fornecem seguro de saúde e do carro que você aluga no exterior. Usar esses seguros do cartão proporciona boa economia.

– fazer hedge das despesas em dólares. Esta é mais sofisticada. Se você acha que o câmbio do dólar pode variar muito entre o momento em que você estará fazendo suas despesas no exterior e a hora que vai pagar a fatura, faça um hedge e se proteja das variações cambiais. Se você acha que vai gastar 2.000 dólares, compre esses mesmos dólares antes de viajar e garanta que o preço de sua viagem está fixado. Se você retornar e o dólar tiver subido muito, venda aqueles dólares que comprou antes e pague sua fatura do cartão sem sofrer. Você também pode optar por um fundo cambial como maneira de ter uma grana rendendo atrelada à variação do dólar.

– verificar restrições de bagagem com a companhia aérea. O caso que dá mais problema é a mala de mão ser maior que a permitida. Você pode ter que despachá-la, às vezes com custo, se você já estiver levando as outras malas permitidas. Ter que despachar a mala que você pretendia levar na mão acrescenta o risco de enviar na bagagem comum coisas valiosas que ficariam melhor indo junto com você no avião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.