Aix en Provence 

Aix é clássico ponto de partida de uma viagem à Provence. A proximidade de Marseille – bom aeroporto para chegar do exterior – e sua localização privilegiada para acessar outras cidades da Provence a colocam como boa candidata a receber o viajante. Fiz isso. Cheguei por Marseille, aluguei o carro no aeroporto e fui para o hotel em Aix. São apenas 30 minutos de estrada.

Aix

Abri a mão na escolha do hotel. Peguei o Hotel Le Pigonnet, diária de 180 euros. Bacana! Um belo prédio com um jardim sensacional ao fundo. Diz-se que Cezanne ia lá para pintar. Os jardins merecem ser incluídos entre os pontos a serem visitados na cidade. O café da manhã derruba qualquer intenção de seguir a dieta. Por meros 25 euros, você pode se divertir de manhã experimentando croissants, presuntos e queijos sensacionais. Destaque para o queijo Contê, que tenho afeição. Quarto confortável e atendimento de qualidade completam o resumo desse hotel.

Fontaine de La Rotonde
O centro da cidade fica a 15 minutos andando do hotel. É bom pegar hotel perto do centro de Aix para poupar deslocamentos de carro ou a pé. A fonte La Rotonde fica numa rotatória típica dos centros urbanos franceses. Para quem está de carro, uma garagem subterrânea ao lado da praça garante vagas (pagas) para mais de mil veículos. A fonte no centro da rotatória é a marca da cidade. A Apple Store, toda de vidro, ocupa todo um lado da praça e destoa da arquitetura local. Os franceses devem adorar a ruptura do padrão dos prédios da área.

Aix

Cours Mirabeau
De um lado da rotatória começa o famoso Cours Mirabeau. Do outro lado da praça, há uma rua com as lojas clássicas para os compradores incontinentes: Sephora, Adidas… A alameda Cours Mirabeau é passeio obrigatório. Arquitetura bonita, alguns cafés e restaurantes garantem a alegria do turista. Cumprindo o ritual, cabe tomar um café no Les Deux Garçons.

Aix

Ancien Aix
Ao norte do Cours Mirabeau, as ruelas são um convite à caminhada. Boa opção é começar a partir da fonte La Rotonde seguindo pela Rue Espariat. Bonitas fachadas e lojas distraem o turista. Dei sorte. Tinha uma feira na frente do Hotel de Ville. Queijos e charcouterie de dar água na boca.

Aix

Também vale ver a Catedral St. Sauveur que fica no bairro. Um ponto turístico típico é o Atelier Cezanne, pintor que vivei na cidade. Não fui. Como gosto de olhar as belas fachadas dos prédios, o passeio pela Antiga Aix me encheu os olhos. Abaixo, vejam a foto da Praça D´Albertas, com mais uma das tantas fontes da cidade.

Aix

Restaurantes

Aix

La Caleche, 10 rue de la Masse, 13100, Aix-en-Provence
O movimento no restaurante chama atenção. Se o povo do cidade prestigia, também devemos. É lugar para pizza e massas. Jantar simples, podendo dividir os pratos de bom tamanho. A salada do chefe vem com queijo emental e bom presunto. O molho dá o tom. Vinho rosé da Provence pra acompanhar. Conta de 60 euros.

L’Opera
Bom restaurante. Menu de entrada, prato principal e sobremesa tudo delicioso. O garçom usou o espanhol para gentilmente explicar cada prato. Um vinho rosé completou a farra. Conta de 120 euros.

Aproveitei a tarde de sol do segundo dia na cidade e fui a Cassis. É uma boa opção. Cassis é pequena e muito bonita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.