Bariloche roteiro 7 dias

introdução | planejar | clima | chegar e partir | vestir | comer | dormir | deslocar-se | roteiro 7 dias | esquiar | comprar

Estas sugestões de roteiros podem ser adaptadas para períodos maiores ou menores, bastando que o viajante privilegie as atrações turísticas mais importantes. Descrevo abaixo os principais passeios, para cada dia, em ordem de importância para serem considerados. Vale a recomendação de que cada pessoa deve programar os passeios levando em conta o clima no dia. Se estiver nevando sem vento na estação, esquiar é a grande pedida. Se chover, podem ser boas opções aproveitar para andar na cidade, ver o comércio ou ir à Ilha Victoria, que é em barco fechado e protegido da chuva.

O roteiro clássico oferecido pelas agências de viagem inclui:
– passeio por Circuito Chico,
– teleférico do Cerro Campanário,
– Cerro Catedral,
– Cerro Otto e
– Cassino de Bariloche.

Este roteiro é comumente usado pelas agências que vendem pacote de uma semana em Bariloche. A CVC, uma das maiores operadoras brasileiras em Bariloche, utiliza o nome Bariloche Clássico para seu programa de uma semana. Os passeios turísticos padronizados também são vendidos por pequenas agências locais espalhadas pela cidade. Os traslados destes passeios são feitos por ônibus ou vans, que tem a vantagem de precisar se preocupar com o transporte. Mas, se você tiver o azar de ficar no início do percurso, vai sair do hotel às 08.00h e ficar pelo menos uma hora no ônibus pegando os outros turistas nos hotéis. Pode ser grande a perda de tempo, mas o preço dos passeios padronizados é convidativo e funciona bem para turistas que não gostam de se preocupar.

Bariloche

Roteiro Proposto
Se você vai esquiar (ou descer a montanha de snowboard) a programação é ditada pelo esporte. Pode-se esquiar todos os dias que o clima e o preparo físico permitirem. Quem vai com a intenção de esquiar deixa poucos ou nenhum dia dedicado aos passeios. Consideremos uma proposta mais geral, que inclui o esporte na neve, mas cuida dos interesses do turista normal. O roteiro a seguir cobre com margem as atrações top ten de Bariloche:

pra fazer qualquer dia- Centro da Cidade
Explorar o comércio, escolher o restaurante, faz parte da programação do turista. Como Bariloche é pequena, o Centro se concentra na rua Mitre e algumas transversais, onde fica a maioria das lojas e pontos para comprar e consumir chocolates. Se o tempo estiver bom, andar na beira do lago, duas ruas abaixo da Mitre, é boa pedida. Quando retornamos de outros passeios ou do dia de esqui em Cerro Catedral, é comum dar uma “passadinha” no Centro para passear ou fazer compras.

1o dia- Cerro Catedral
Cerro Catedral é a estação de esqui de Bariloche. Fica a 30 minutos de carro do centro da cidade. A beleza da montanha coberta de neve com as pessoas esquiando merece uma visita. Sugiro a ida logo no primeiro dia para avaliar se vai investir no esqui ou dedicar-se a passear pelos belos pontos turísticos da região. Sugiro uma subida no teleférico (cuja estação fica no fundo do terreno da estação) para ver a paisagem do alto da montanha. O refúgio lá em cima, além de oferecer uma boa vista do lago Nahuel Huapi, permite ver as pistas de esqui do alto da montanha, cuja dimensão não temos quando olhamos da base do Cerro Catedral. Se o tempo estiver bom, pode-se ver a cordilheira dos Andes até o Chile. Se você pretende esquiar, não embarque nos passeios de van a Cerro Catedral. É desperdício de tempo. Use o serviço de remises, que são carros que você contrata para lotadas, que é a melhor alternativa de transporte para 3 a 4 pessoas. Se você pedir para o hotel chamar, vai pagar um pouco mais (10 a 20%) pela viagem. Chame diretamente as agências. O preço padrão para uma corrida do Centro ao Cerro é de cerca de US$15. O Shopping Terrazas, que fica na base da montanha, é interessante por combinar lojas, lanchonetes e o movimento do pessoal que vai e volta do esporte na neve. Veja mais sobre Cerro Catedral em nosso artigo sobre a estação.

Bariloche

2o dia- Circuito Chico
Este é o “Circuito Pequeno”. É o passeio básico recomendado a pessoas que só têm um dia em Bariloche. Inclui uma volta dentro do hotel Llao Llao, sem sair da van. É um passeio para se ter uma ideia geral das belas vistas de lagos e montanhas da região. Veja nosso artigo sobre este passeio. Se você estiver por conta própria, a parada no hotel Llao Llao é recomendada. Experimente tomar um chá nas instalações aristocráticas do hotel.

3o dia- Cerro Otto e Piedras Blancas Subir o Cerro Otto e desfrutar de seu restaurante giratório é boa maneira de ver a vista panorâmica do lago Nahuel Huapi do alto. Veja nosso artigo sobre Cerro Otto. Outra opção é pegar um remis de manhã até Piedras Blancas, onde se faz esqui nórdico, depois subir a pé até o restaurante giratório do Cerro Otto para almoçar (se a neve da estrada estiver dura o suficiente para suportar seu peso sem afundar). Agende o remis antes de descer novamente e ele estará lá embaixo quando você chegar. O aluguel do esqui nórdico é cerca de 40 dólares para o dia todo.

4o dia- Villa La Angostura e Circuito Grande Angostura é uma pequena e bonita vila do outro lado do lago Nahuel Huapi. É bom passeio para se fazer de carro. A estrada é boa e com vários pontos de grande beleza, com vistas impressionantes dos braços do Nahuel Huapi. Pode-se fazer um passeio de um dia ou passar uma noite num hotel da cidade a caminho de San Martin de Los Andes. Veja nosso artigo sobre esta viagem. Existe excursão de ônibus, o Circuito Grande. Este passeio é uma viagem de 240 km que permite conhecer as belas Villa La Angostura e Villa Traful. A viagem margeia vários dos belos lagos que ficam ao norte de Bariloche. São de beleza impressionante. Veja boa descrição do percurso no site Viajoporargentina.com.

4o e 5o dias- Viagem de Bariloche a San Martin de Los Andes Esta opção concorre com a ida e volta a Angostura num mesmo dia. É dos mais belos caminhos desse nosso planeta. A viagem até San Martin de Los Andes passando por Villa Angostura dá para fazer em um dia, mas vai ficar muito apertado ir e voltar no mesmo dia. A boa pedida, para poder curtir a viagem é, pelo menos, dormir uma noite em Angostura ou ir mais acelerado e dormir em San Martin de Los Andes. Temos uma matéria só sobre este passeio. Mostramos abaixo uma foto para despertar sua curiosidade.

Bariloche

6o dia- Ilha Victoria e Bosque dos Arrayanes, que, dizem, inspiraram Disney, é um passeio interessante. A floresta de pinheiros da ilha merece uma olhada. É passeio clássico que se compra nas agências da cidade. O passeio de barco fechado torna esta opção razoável para um dia com chuva fraca ou intermitente.

– vai ficar mais dias? El Bolson é uma simpática cidade ao sul de Bariloche que justifica passeio de carro de um dia. A estrada é belíssima, o problema é que este passeio concorre com os sete lagos espetaculares que ficam ao norte de Bariloche. Já é programa fora do padrão da viagem de sete dias. Bom para quem quer usar o carro e pegar estrada. Fica para o sul. Veja nossa matéria sobre a cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *