Chã das Caldeiras, Ilha do Fogo [Cabo Verde]

voltar ao índice Cabo Verde

Chã das Caldeiras é um desses lugares especiais no planeta. A Natureza criou uma situação peculiar. A dita caldeira é o que restou da cratera original do vulcão que forma a ilha do Fogo.

Chã das Caldeiras

Chega-se ao Chã das Caldeiras a partir de São Filipe, capital da ilha do Fogo. Em rigor, a ilha é uma montanha nascida no fundo do Oceano Atlântico, tendo uma altura total de 7000m. A cratera, ou caldeira, é uma área circular com 9 km de diâmetro aberta para leste. Do lado oeste, uma grande muralha, que atinge até 1.000m altura, forma a borda da antiga caldeira. É a Bordeira.

Chã das Caldeiras

Do lado oriental, antigas erupções arrastaram o paredão para dentro do Atlântico. Erupções mais recentes criaram o vulcão do Fogo, cujo pico é o ponto mais alto da ilha, com 2829 m de altitude. Ao lado dele, um vulcão menor, o Pico Pequeno, compõe a paisagem.

Para se hospedar, uma recomendação de Polemikos é a Pousada Pedra Brabo, que fica na vila Portela. Há vários passeios interessantes a se fazer em Chã das Caldeiras. A agência Ecotur oferece passeios para conhecer o Chã, subir o vulcão e circundar a ilha visitando suas cidades.

– Ver as lavas da erupção de 1995

Chã das Caldeiras

Esta erupção é a prova de que o vulcão do Fogo está ativo. Nesse ano, a lava jorrou de uma lateral do antigo vulcão do Fogo e avançou destruindo plantações e parte da cidade. Hoje, podemos passear sobre as ondas de pedra que resultaram do esfriamento da lava. A cor mais escura da lava destaca as pedras porosas que cobrem parte do Chã. A foto abaixo mostra o contraste entre a rocha formada pela erupção recente e as rochas antigas. Ao fundo, a Bordeira.

Chã das Caldeiras

A paisagem estéril contrasta com as plantações de verduras e frutas feitas na terra escura. Também se plantam uvas com as quais se produz o vinho do Chã.

Chã das Caldeiras

A cor viva das flores combina com o cinza das rochas.

Chã das Caldeiras

Ao final da caminhada, uma criança em cima do telhado da casa faz boa composição com a árvore e a névoa.

Chã das Caldeiras

– Escalar os vulcões

É o principal passeio de quem vai à ilha do Fogo. É uma escalada de 3h que exige condicionamento físico. Parte-se de uma altitude de 1.600m, subindo cerca de 800m. Não consegui ir até lá no alto. Faltou folego. Fiquei no meio do caminho. Quem escala o vulcão deve estar com bom condicionamento físico. É desejável um padrão igual ou equivalente a quem pratica 4 sessões semanais de corrida de 5 km a uma velocidade mínima de 8 km/hora.

Chã das Caldeiras

A subida deve ser feita com a companhia de guias da região. Subi com o guia Cecílio Montrond (veja foto ao lado, tel. em São Filipe: 988-2127), que recomendamos, descendente do lendário francês Montrond. Para subir recomenda-se um calçado adequado (bota para caminhadas) para proteger o tornozelo. Mas não é algo que careça de grandes recursos. Também deve-se usar roupa leve para permitir a transpiração. Meu companheiro de subida, Sérgio Lontro, subiu com um tênis bastante usado. Água deve ser levada em boa quantidade. Mesmo quando a temperatura é baixa, a transpiração é grande e perde-se muito líquido. No dia em que subi, chovia às 6 h da manhã. Sergio, bom de improvisação, adotou um saco plástico colocado na cabeça como eficiente proteção contra a chuva miúda que caia. A subida foi feita no meio de nevoeiro, que impediu a apreciação da beleza da paisagem. Fui até a metade da subida, que, se não fosse o nevoeiro, permitiria apreciar toda a caldeira do alto. Infelizmente, perdi esta visão. Durante a subida, a combinação da névoa com as rochas vulcânicas produzem imagens surpreendentes.

Chã das Caldeiras

Mais tarde, o tempo abriu e o vulcão ficou livre para ser visto e para dele aproveitar a vista. A subida dura cerca de 3 horas, mas a descida pode ser feita em apenas 30 minutos. Um lado do vulcão é coberto com pedra de lava, que se assemelha a uma areia grossa. A pessoa pode descer correndo, dando grandes passadas, ajudado pela gravidade, como se estivesse numa grande duna de praia.

Se houver disposição, o caminhante poderá visitar o vulcão pequeno (Pico Pequeno) que fica do lado do vulcão do Fogo.

– Visitar a floresta da caldeira

Uma floresta com árvores grandes e verdes impressiona pelo contraste com a terra escura junto ao vulcão.

Chã das Caldeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.